Tags

, , , , , , , , , , , ,

Follow my blog with Bloglovin

Museu do Louvre
Cidade: Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos
Local: Ilha de Saadiyat – Distrito Cultural
Tema: História e Arte Mundial
Link: www.louvreabudhabi.ae
Facebook /LouvreAbuDhabi
Preço: 13 (60 AED)

⭐ Importância Histórica e Conteúdo
⭐ Arquitetura e Ambiente Interno
⭐ Sala de Exibição e Iluminação
⭐ Qualidade da Coleção dos Itens
⭐ Exibição e Exposição
⭐ Tecnologia, Interação e Video (Hi-Tec)
⭐ Descrição e Display (Francês + Árabe + Inglês)
⭐ Fotografias e/ou Ilustração Explicativas
⭐ Recepção e Areas Públicas
⭐ Localização, Preço e Acessibilidade

O Louvre é Arte e História; ou melhor, várias histórias contada através da arte. É a essência dos costumes, seus valores e suas ambições, um retrato vivo das gerações.

Estava ansioso para visitar o novo Louvre, aqui em Abu Dhabi, desde que me mudei para os Emirados em abril de 2015. A expectativa, ao meu ver, foi a melhor possível, em parte pelo local escolhido e o conjunto arquitetônico, a construção em sí, mas principalmente pela sua proposta como Museu que ja nasce com vocação universal; alias, leva o nome de um dos mais (se não o mais) renomados dos museus franceses “O Louvre”, quanta responsabilidade !!!!

Iniciamos o texto com a proposta de apresentação dos itens que compõe o Museu, coleção que baseia-se na geografia estratégica do Golfo bem no “meio” dos caminhos entre o leste eo oeste, sendo naturalmente um ponto de encontro das culturas ocidentais e orientais. Lí algumas críticas ao Museu, algumas positivas e outras negativas, boa parte delas bem sensatas mas algumas nem tanto, o que me levou a refletir um pouco e comentar a respeito da minha impressão neste blog.

Já visitei diversos museus e percebo que em cada exposição há a intenção dos curadores em contar uma história, não é pra ser uma simples visita, mas uma experiência viva e encantadora, é a evolução de como os museus tem trabalhado atualmente, poucos ainda permanecem apenas como espaços destinados aos objetos em suas estantes. É necessário uma história para exibi-los entretanto, alguma das vezes, acaba ficando “oculto” aos olhos das pessoas, que se concentram na quantidade ou na qualidade destes ou daqueles itens.

Nesse caso, o Louvre em Abu Dhabi, tem uma responsabilidade ainda maior que qualquer outro museu local, haja vista sua franquia, e é por isso que muitos dos visitantes, talvez não compreendam, que apesar de ser administrado pelo Louvre francês, este espaço deve ter uma vida própria, e ao meu ver, uma comparação com sua matriz, apessar de inevitável, não pode afetar sua personalidade.

Este Louvre, como o de Paris, conta a história das civilizações, do homem como elemento de conexão social, através das artes, contumes, espiritualidade, sentimentos e principalmente suas ambições, mais muito e muito mais… Cada estágio desta viagem propõe conduzir-nos ao “início dos tempos” primitivo até o momento atual, passando pelas complexidadades humanas expressas nos seus diversos estágios.

Um dos fatores que destaco é que essa exposição com centenas de tesouros legítimos nos remete a uma confluência dos tempos e sensações culturais, onde os períodos das várias civilizações se encontram na mesma linha cronológica. Os chamados períodos históricos, suas artes e expressões, passeiam pelas culturas ocidentais tanto européia como pré-colombiana, africanas, asiáticas, etc, ilustrando através dos elementos da guerra, escritas, esculturas, pinturas, cerâmicas, religiosidade …. enfim, um mix de fragmentos, de perspectivas e folclores que se revelam em cada parte dos espaços geograficos existentes no planeta, não só vivenciado pelas distâncias e diferenças culturais, mas principalmente pela adaptação de cada cultura as realidades locais e situações existentes em cada momento da história em particular.

Apesar de não conter as complexas e volumosas coleções sobre os temas, como em sua matriz, esses preciosos tesouros atendem completamente em qualidade.

Ao terminar um passeio incrível pela história das civilizações organizada em várias salas de diversos tamanhos, somos direcionados para a saída, uma saída que nos convida a iniciar um novo passeio emocionante e inspirador, pois nesse momento nos deparamos em uma praça aberta, iluminada por rajadas de luz solar que entram pela enorme cobertura prateada que parece flutuar sobre o edifício. Desse ponto podemos nos direcionar para outras galerias, restaurante, auditório, caminhando por entre ruas estreitas que nos dá a sensação de estarmos em uma cidade árabe miniatura.

O arquiteto Jean Nouvel fez um trabalho belíssimo ao traduzir as características da arquitetura islâmica e cultura árabe em um edifício contemporâneo que traz técnicas para o conforto ambiental de forma criativa e altamente eficientes.

Arquiteto Jean Nouvel

– http://www.jeannouvel.com/

– http://www.jeannouvel.com/projets/louvre-abou-dhabi-3/

Sem dúvida que este espaço terá vida longa e nos trará durante sua jornada muitas reflexões, nos proporcionando o prazer de contemplar de perto as mais enigmáticas e emblemáticas obras, com seus renomados ou ocultos artistas. Por fim, só posso sugerir que conheçam o Louvre em Abu Dhabi e se “teletransporte” pelos quatro cantos do mundo e do tempo.

Diversas fotos abaixo, mas reforço que a visita é ímpar !!!! vlw vlw 😉👍

Escultura Grega – Face de Sócrates

Urnas Funerárias – Antigo Egito

Arte Grega – Cerâmica e Elmo

Escultura Romana

Relíquia | Período dos Cruzados

Escultura de Buda

Cerâmica Inca

Arte Islâmica em Ajulejo

Vestimenta Samurai – Japão

Aristocracia – Ocidente e Oriente

“La Belle Ferronière”, Leonardo da Vinci

Um dos autorretrato de Vincent van Gogh

Henri Matisse

Localização do Louvre em Abu Dhabi