Museu Romano-Germânico & Catedral #Colônia, Alemanha

Museu Romano-Germânico & Catedral de Colônia
Cidade: Colônia, Alemanha
Local: Centro | Kölner Dom & Roncalliplatz
Em frente a Estação Central de Colônia | Köln Hauptbahnhof
Tema: Museu Arqueológico Romano-Germânico & Catedral Gótica
Patrimônio Mundial da UNESCO, 1996.
Link Museu: http://www.roemisch-germanisches-museum.de
Link Catedral: https://www.koelner-dom.de
DW: https://www.dw.com/Colônia
Sygic: https://travel.sygic.com/TorreDoCastelo
Google Maps: https://goo.gl/maps/MuseuRomanoGermanico
Preço: 03 €

⭐ Importância Histórica e Conteúdo ⭐ Arquitetura e Ambiente Interno ⭐ Sala de Exibição e Iluminação ⭐ Qualidade da Coleção dos Itens ⭐ Exibição e Exposição ⭐ Descrição e Display (Alemão + Inglês) ⭐ Recepção e Areas Públicas ⭐ Localização, Preço e Acesso

#MuseumsOnTheRoad põe o pé na estrada mais uma vez – Visitamos a íncrivel Catedral Gótica de Colônia e o Museu Romano-Germânico. São dois pontos em um só, a Catedral e o Museu estão lado a lado, com suas histórias e contextos instigando a imaginação dos turistas e visitantes do local.

Fomos de trem por Dusseldorf e paramos na Estação Central, as passagens de ida-volta saiu por 30 € a viagem leva em torno de 40 minutos. Ao sair da estação central a primeira vista que tivemos foi da fachada lateral da Catedral, o que já nos deixou bastante entusiasmado e encantado pelas dimensões e estilo gótico clássico.

Em frente a Estação Central de Colônia | Köln Hauptbahnhof

Sem dúvida que nosso destino estava bem a nossa frente, subimos uma pequena rampa de escadas e voilà toda magnitude da mais alta Catedral Gótica da Europa, com seus 157,4 m – foi o maior edifício do mundo entre 1880 e 1884. A Catedral é o principal símbolo da cidade atraindo anualmente aprox. seis milhões de turistas, números que aponta para o local turístico mais visitado da Alemanha – n1º do ranking de visitações.

Bem … A Igreja Episcopal da Arquidiocese de Colônia e Patrimônio Mundial da UNESCO é fervorosamente maravilhosa – tento buscar novos adjetivos mas já estou ficando sem opções, dado aos inúmeros pontos turistícos que #MuseumsOnTheRoad tem visitado e me deixado sem fôlego – é isso a Catedral me deixou sem fôlego. Passado um tempo, recuperado desse “espasmo cardíaco” pude contemplar com mais atenção e fazer algumas fotos interessantes.

Tanto a fachada externa que para mim, até o momento, é a Catedral mais simbólica dessa arquitetura medieval, quanto o interior é magnífico – a capacidade do homem em realizar tais obras é monumental.



A História da Catedral, segundo o site, inicia em 313 dC ainda sob domínio Romano que trata de uma menção a uma Igreja local, feita pelo bispo de Colônia, São Materno. No séc. VI no período dos Merovíngios uma pequena Igreja já ocupava o local. Por volta de 800 dC inicia-se a construção da Antiga Catedral, um projeto diferente do atual. Mas foi em 1248 que efetivamente a construção da presente igreja gótica começou, sua conclusão se deu em 1880 – 632 anos após o início. Em 1945 acatedral sofre com ataques aéreos provenientes da 2ª Guerra Mundial, após a guerra deu-se início a um processo de reconstrução dos estragos, sendo concluído em 1956. E em 1996 é considerada Patrimônio Universal pela ONU.












Ao visitar a Catedral soubemos que existe uma curiosidade/relíquia que relaciona a Catedral com os tesouros cristãos. Em 1164, foram trazidas de Milão as supostas ossadas dos Três Reis Magos, que estão atrás do altar, numa arca de ouro e prata, ornamentada com pedras preciosas – provavelmente , vez ou outra os responsáveis pela administração da Catedral devem permitir o acesso e a visita … nesse dia assistimos uma pequena missa, mas não foi possível acessar a área do altar para saber se a tal arca existe ou não.

Finalizado o tour pela Catedral de Colônia nos dirigimos ao Museu Romano-Germânico logo ao lado. O museu sem meias palavra É talvez o museu arqueológico romano mais bem montado e documentado que tenho conhecimento fora da Itália — visitei o de Nice na França (Musée et Site Archéologique em Cimiez, em breve no blog) e, apesar de ser muito interessante, sinceramente não é nem sombra desse em Colônia.

O Museu Romano-Germânico foi inaugurado em 1974 no antigo local de uma vila urbana romana ao sul da catedral. Foi o resultado da fusão de duas coleções de propriedade da cidade de Colônia: a coleção romana que, desde 1935, formou os departamentos romano e germânico do Museu Wallraf-Richartz, e a coleção do Museu Pré-Histórico, conhecida desde 1926 como o Museu da Pré-História e História Antiga. São duas viagens arqueológicas que o Museu proporciona.






O Museu Romano-Germânico de Colônia exibe o patrimônio arqueológico da cidade e seus arredores em uma área de aproximadamente 4.500 metros quadrados. As exposições representam 100.000 anos de história de assentamentos na Renânia, desde os tempos paleolíticos até o início da Idade Média. As descobertas mais antigas do museu dizem respeito aos caçadores-coletores que perambulavam por toda a Renânia, nas épocas paleolíticas e mesolíticas.

No 6º milênio dC, as pessoas se estabeleceram em aldeias e viviam em grandes moradias. A descoberta do assentamento Linear-Olaria-Cultura em Colônia-Lindenthal foi um marco na pesquisa neolítica na Europa. Ferramentas de pedra, armas e vasos de cerâmica feitos à mão refletem a vida diária dessas pessoas que viveram quase 8.000 anos atrás.




A maior parte do acervo é apresentada no espaçoso piso superior. No entorno da Catedral de Colônia, tesouros únicos documentam a riqueza dos romanos. São cerca de mil recipientes de vidro, encontrados em túmulos romanos. Filamentos de vidro coloridos ou decorações feitas no material de forma refinada são testemunhas da habilidade excepcional dos vidreiros da época. Colônia possui a maior coleção do mundo de vidro romano. Além dos vidros encontramos cerâmicas, elementos em ferro, bronze, placas, estátuas, jóias, utensílios, lamparinas (acredito ser a maior do mundo também), moedas etc etc etc, um imenso arsenal de objetos distibuídos em um agradável e amplo espaço para quem aprecia a complexa história da civilização romana.

















Tela interativa que representa a antiga cidade em relação com a atual



O museu pelas expectativas nossas #MuseumsOnTheRoad e possíveis avaliações receberia SEIS estrelas fáceis, completado pela presença da Magnífica Catedral Gótica. Provavelmente esta seja a melhor “dobradinha” turística da Alemanha. abrax e valew valew !!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.