Maidan | Praça da Independência #Kiev, Ucrânia

Maidan | Praça da Independência
Cidade: Kiev, Ucrânia
Local: Centro | Praça da Independência
Área: Maidan Nezalezhnosti
Tema: Política, Sociedade e Revolução
Foco: Revolução Estudantil contra o Governo
Período: Dez 2013 a Março de 2014
Documentário Netflix: Winter On Fire: Ukraine’s Fight for Freedom
Wiki: https://pt.wikipedia.org/wiki/Revolução_Ucraniana_de_2014
Site: https://www.maidanmuseum.org – Museum Em Construção –
Google Maps: https://goo.gl/maps/MaidanSquare

⭐ Importância Histórica e Conteúdo ⭐ Arquitetura e Ambiente ⭐ Descrição e Display (Russo + Inglês) ⭐ Ilustração Explicativas ⭐ Recepção e Áreas Públicas ⭐ Localização e Acesso

Estive em Kiev nos dias 09 a 13 de setembro de 2019 E um dos grandes desejos meus nessa viagem a cidade era conhecer com mais profundidade a Revolução de 2014 para tentar entender melhor o que aconteceu na Praça da Independência | Maidan, entre novembro de 2013 a fevereiro de 2014. Acompanhei na época informações telejornalísticas a respeito desse conflito nas ruas de Kiev, mas como muitas das vezes somos bombardeados com diversos assuntos jornalísticos, tendenciosos ou escassos, não consegui entender claramente a dimensão e importância dos acontecimentos em Maidan.

Assisto diariamente o jornal, leio, etc e a todo instante conflitos e mais conflitos rebentam nos quatro cantos do globo e que passam desapercebidos ou como se fossem casos passageiros ou “triviais” como os tantos que já existiram. Mas em Kiev, de uma forma especial, havia me chamado a atenção e logo depois, em 2015, a Netflix disponibilizou um documentário exibindo as cenas reais de uma história que despertou um sentimento de comoção e apego de minha parte.

A história da Ucrânia tem uma forte ligação e influência política direta de Moscow, vale lembrar o período do Império e dos Soviéticos, mesmo agora com a abertura das relações, após a dissolução do estado socialista soviético, a Ucrânia ainda busca um sentido próprio, tentando despegar-se da imposição política e econômica do Kremlin. E é isso que essa revolta ou REVOLUÇÃO desafiou …

YouTube Trailer – Winter On Fire: Ukraine’s Fight for Freedom | Trailer [HD] | Netflix

Após assistir o documentário pude fazer algumas reflexões e me deixou ainda mais encantado para entender a dimensão, o desejo, a crença e principalmente a vocação para a luta de um grupo de pessoas com seus ideais e que vieram de todas as partes da Ucrânia. É bem verdade que Maidan agora tem um importância histórica muito presente nas recentes mudanças do país.

Quando andava pela cidade fui logo ao epicentro do conflito, que é onde está localizado o Totem referente ao Monumento da Independência [24.08.1991], de lá vi expostos nos arredores da praça, como consta nas fotos abaixo, painéis com fotos e textos explicativos que relembram essa história. Apesar de não ser um Museum propriamente – o Museum (de fato) sobre Maidan está em Construção, vide site – É uma praça Histórica com dados e referências vivas e que vai ao encontro dos propósitos do #MuseumsOnTheRoad.














Em linhas gerais a revolta começa com um protesto pacífico dos estudantes de Kiev contra uma votação de Viktor Yanukovytch que impossibilitava a Ucrânia de um tratado com a União Européia, defendendo interesses econômicos com Russia, há anos parte da população da Ucrânia desejava fazer parte da UE e diante disso os estudantes, se opuseram ao governo, então dirigiram-se a praça para protestar exigindo que o governo voltasse atrás, mas ao contrário, o presidente Viktor Yanukovytch enviouu policiais das Forças Especiais Ucraniana – A Berkut – utilizando o uso da força para dissuadir os estudantes e acabar com o manifesto, a violência foi tão chocante que, como consequência, houve uma revolta geral.

Esse acontecimento teve um efeito contrário, imaginando a volta de um sistema autoritário, os estudantes se organizaram e com a ajuda de militares reformados e de parte da sociedade civil mantiveram as manifestações criando um cenário ainda maior de resistência. O enfrentamento se agravou com o tempo intensificadas pelas medidas radicais do governo o uso ainda maior da violência pela Berkut – as manifestações continuavam cada vez mais resistente transformando a região que separa a Praça da Independência e o Parlamento, que são apenas  01 km, em uma verdadeira praça de guerra.

Ao final de 92 dias contabilizaram aproximadamente 120 mortos e 1.000 feridos, a grande maioria no lado dos manifestantes, tendo como resultado a vitória dos manifestantes com desistência e fuga para a Rússia do presidente Viktor Yanukovytch e agenda para novas eleições. O saldo, é claro, foi um alto preço a pagar, com várias vidas, pelos erros e falta de diálogo, uma herança em que a ambição política não mede, muito menos nem avalia, seus impactos na população.

Revivi os passos através do circuito por onde houveram os conflitos localizados na Maidan desde o Monumento da Independência, as colunas de entrada do clube de futebol Dínamo de Kiev e subindo a colina dos arredores do Mariyinsʹkyi Park até o Parlamento e lá estão, como no monumento da Independência, depositado algumas das lembranças dos mártires, os que deram vida por um ideal. São parte de um passado vivo, servindo como referência e propósito justificado por uma busca, um olhar para o futuro da nova Ucrânia com mais esperança.

Área Azul – Controlado pelo Governo e Berkut
Área Vermelha – Controlada pela Resistência




Entrada do Estádio do Dínamo de Kiev – Início da colina ao Parlamento








Essa batalha urbana não tinha conotações político-partidárias não foi elemento de massa de manobra de setores da oposição-política (como muitas vezes acontece), a própria oposição se mostrou frágil nas decisões e na dinâmica dos fatos, isso foi um processo puramente limpo e que mostrou que uma sociedade pode ser mais forte que as forças políticas que delas se nutrem. As pessoas unidas, consciente e sensível com os “bravos soldados da resistência” como a parte de um conjunto, um só corpo, foi, sem dúvida, para mim, uma experiência de reflexão altamente positiva; Poder acreditar que é possível vencer. Do fundo do coração espero que você leitor assista o documentário Winter On Fire: Ukraine’s Fight for Freedom. Um abraço solidário ao povo Ucraniano. Spasibo e Vale Valew Kiev 🇺🇦 !!!.

Um comentário em “Maidan | Praça da Independência #Kiev, Ucrânia

  1. Esta praça ficou na minha memória precisamente com os protestos contra o presidente há uns 5 anos atrás, quando as relações com a Rússia pioraram. Desde então é a principal imagem que associo a Kiev! É uma praça imponente e deslumbrante!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.