Fábrica de Oskar Schindler #Cracóvia, Polônia

Oskar Schindler’s Enamel Factory
Cidade: Cracóvia, Polônia
Local: Região de Zabłocie – rua 4 Lipowa, Ao Lado do Museu de Arte Contemporânea.
Tema: 2ª Guerra Mundial | Nazismo e Judeus
Estação: Kraków Zabłocie
Site: https://www.muzeumkrakowa.pl/fabryka-schindlera
Wikipédia: https://pt.wikipedia.org/wiki/Oskar_Schindler | Biografia
Wikipédia: https://pt.wikipedia.org/wiki/A_Lista_de_Schindler | Filme
Google Maps: https://g.page/fabryka-oskara-schindlera
Preço: 25 PLN (05 €)

⭐ Importância Histórica e Conteúdo ⭐ Arquitetura e Ambiente Interno ⭐ Sala de Exibição e Iluminação ⭐ Qualidade da Coleção dos Itens ⭐ Exibição e Exposição ⭐ Tecnologia e Interação ⭐ Descrição e Display (Inglês+Polonês) ⭐ Fotografias e/ou Ilustração Explicativas ⭐ Recepção e Areas Públicas ⭐ Localização, Preço e Acesso.

Uma das mais interessantes atrações em Cracóvia é a Fábrica de Oskar Schindler, hoje museu, um verdadeiro local de peregrinação destinado aos curiosos e “viciados” pela história da 2ª Guerra Mundial e desdobramentos sociais. Nesse caso estamos falando da relação Nazismo contra os Judeus em sua maioria Poloneses. A exposição Cracóvia, sob ocupação nazista de 1939 a 1945, está localizada no antigo prédio administrativo da Fábrica de Esmalte de Oskar Schindler,

Oskar Schindler (Svitavy, 28 de abril de 1908 – Hildesheim, 9 de outubro de 1974) foi um industrial alemão sudeto, espião e membro do Partido Nazi, que salvou da morte 1200 judeus durante o Holocausto, empregando-os nas suas fábricas de esmaltes e munições, localizadas nas actuais Polônia e República TCheca, respectivamente. É o tema principal do romance de 1982, Schindler’s Ark, e do filme de 1993, Schindler’s List, que mostra a sua vida como um oportunista interessado no lucro, inicialmente, mas que acabou por mostrar uma iniciativa e dedicação extraordinárias com o objectivo de salvar as vidas dos seus empregados judeus. [wiki].

Schindler ficou conhecido do público através do filme “A Lista de Schindler” premiado com sete oscar. Que conta a história do empresário nazista e sua relação com os judeus poloneses, funcionários de sua fábrica na cidade de Cracóvia. Ao final da Guerra Schindler consegue salvar da morte 1.200 Judeus, fato que o transformou em um herói.

Essa narrativa [Ocupação Nazista] é recriada no museu – local original da Fábrica – de uma forma bastante expressiva e impactante, são 45 cenário montado dos quais podemos mergulhar no tempo da 2ª Guerra e com a nossa preciosa imaginação percorrer os estágios que marcaram penosamente esse período negro da história humana.



fotos: Alguns dos Judeus salvos por Schindler durante a ocupação nazista em Cracóvia PL


Mais do que um cenário que conta uma história a Fábrica-Museu é também um memorial dedicado ao próprio Oskar Schindler e aos 1.200 Judeus que escaparam da morte. A Fábrica-Museu tem uma atmosfera única e foi um dos mais interessantes locais que já visitei – pois conta com um trabalho “impecável” de diversos ambientes para recriar um clima que remete ao período entre 1939-1945. A grande história da Segunda Guerra Mundial se cruza aqui com a vida cotidiana, e os dramas pessoais das pessoas que se sobrepõem à tragédia que afetou o mundo inteiro.











A narrativa criada pela equipe da a Fábrica-Museu combina fotografias documentais, relatos de testemunhas oculares, documentários de filmes e apresentações multimídia. Todos esses elementos são reunidos para criar uma visão cronológica vívida da história da cidade. A exposição apresenta a tragédia da guerra tanto na dimensão individual quanto na coletiva, mas também retrata a vida cotidiana na Cracóvia ocupada pelos nazistas, pois é imortalizada em objetos comuns, fotografias, jornais, documentos pessoais e oficiais.


Polônia dividida entre Alemães e Russos






O espectador vagueia “voyeuristicamente” pela cidade: andando pelas ruas de paralelepípedos, encontra uma loja de fotógrafos, espia um autêntico estereoscópio que pertencia a um estúdio antes da guerra em Szczepańska St, sobe em um bonde para assistir a um documentário retratando a vida cotidiana da cidade, exibida nas janelas do bonde, caminha pelas ruas estreitas e labirínticas do gueto para visitar um apartamento judeu típico e depois se muda para o campo de Płaszów, junto com os moradores do gueto.












As 45 salas de exposições foram usadas para apresentar a história da Cracóvia de uma maneira quase real, permitindo aos visitantes obter uma experiência pessoal do passado e sentir as emoções dramáticas compartilhadas pelos moradores da cidade durante a guerra.

Office | Oskar Schindler





Ao final do Filme seguindo o roteiro adequado da Fábrica-Museu, como um membro do Partido Nazista e alguém que lucrou com a guerra, em 1945, Schindler foge do Exército Vermelho. Ele arruma suas coisas em um carro e se despede de seus trabalhadores. Antes de ir embora, seus trabalhadores lhe entregam uma carta explicando que ele não é um criminoso, junto com um anel com uma citação do Talmude, “Aquele que salva uma vida salva o mundo inteiro”. Schindler fica tocado mas profundamente envergonhado, achando que poderia ter feito mais para salvar mais vidas, como vender seu carro e seu broche nazista para salvar outras pessoas. Chorando, ele deixa a fábrica com sua esposa durante a noite.








Super Experiência e Profunda Reflexão…. valew valew !!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.