Museu Nacional #Rio de Janeiro, Brasil

Museu Nacional
Cidade: Rio de Janeiro, Brasil
Local: Paço de São Cristóvão, na Quinta da Boa Vista
Tema: História Natural, Antropologia, Arte e Cultura
Site: http://www.museunacional.ufrj.br/

Pela primeira vez em #MuseumsOnTheRoad não iremos apresentar um museu do qual visitamos pessoalmente. Recebemos um e-mail da Gabriela Nucci falando sobre conteúdos que falem da arquitetura e decoração do museu do Rio de Janeiro, para que as pessoas que não o conheceram tenha acesso à imagens e curiosidades sobre ele. Desta forma aproveitando a oportunidade de incluí-lo no hall dos museus em nosso blog, já que não poderemos, tão cedo ter a possibilidade de visita-lo, mas gostaríamos de ter um post sobre essa maravilhosa história de um Brasil que se perdeu. Um abraço, espero que gostem e vlw vlw !!!!

Conheça as instalações do Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista.

Recentemente tivemos uma grande perda para nossa história: o incêndio do Museu Nacional de História Natural, vinculado à Universidade Federal do Rio de Janeiro desde 1946. Ele era a instituição científica mais antiga do nosso país e, até a metade deste ano, o Museu Nacional ficou entre os maiores das Américas, no que diz respeito ao acervo histórico e antropológico.

Este antigo Palácio da família real portuguesa serviu de moradia para D. João VI, D. Pedro I. D. Pedro II e Imperatriz Leopoldina. Inicialmente chamado de Museu Real, ele foi inaugurado em 6 de junho de 1818 por D. João VI. Anos depois, em 1892, o Museu Nacional foi inaugurado.

A bela edificação de arquitetura neoclássica que, passou por uma restauração em 2009, estava em situação precária. Aqui, juntamente com o Habitissimo, nós vamos falar um pouco do que era o Museu e o que ele representou para a nação brasileira.

SALA DO TRONO [Globo.com]
Esta sala era considerada o “templo” imperial e ficou marcada como símbolo do Segundo Reinado. Era o local que mais chamava a atenção das pessoas que visitavam o Museu Nacional por causa de sua imponência.
[UFRJ]

As pinturas das paredes e do teto, feitas por Mario Bragaldi, e toda a decoração que remetia ao estilo grego, tornavam o local deslumbrante e criava a sensação de se estar dentro de um palácio. A sala que antes foi utilizada por D. Pedro II, era o local onde das exposições curtas e temporárias realizadas no museu.

SALA DO CORPO DIPLOMÁTICO [UFRJ]

Este local foi a sala dos Embaixadores durante o reinado de D. Pedro II e estava entre as Salas Oficiais, no Torreão Norte. Para ter acesso à Sala do Trono, os integrantes de audiências públicas precisavam passar, antes, pela Sala do Corpo Diplomático.

Neste espaço havia representações das riquezas minerais (rubis, esmeraldas, safiras) e lindas pinturas no teto que caracterizavam uma nação economicamente forte, com destaques para a agricultura e para o comércio da época.

SALA CER MICAS INDÍGENAS [saemuseunacional]
Aqui estavam expostos todos os objetos de cerâmica que foram encontrados pelo explorador João Barbosa Rodrigues, no ano de 1870. Estas peças foram localizadas na região amazônica, entre Manaus e Itacoatiara, denominada por Rodrigues como sítio Mirancanguera.
SALA DA PALEONTOLOGIA [EBC]
A área onde estava localizado o espaço dedicado às pesquisas feitas pelos arqueólogos e antropólogos.
SALÃO SARCÓFAGOS [VEJA]
Neste espaço estavam sarcófagos, antiguidades e as múmias egípcias que foram adquiridas por D. Pedro I. Este acervo era considerado o maior acervo egípcio da América Latina.
MÓVEIS [emais.estadao]
O grande acervo de móveis do museu, como estes dois itens que ficavam expostos no Salão de Baile, datados da época da monarquia, também foram totalmente destruídos pelo fogo.
BIBLIOTECA [viajali.com]

O incêndio no Museu Nacional do Rio de Janeiro consumiu umas das maiores bibliotecas com especialização nas ciências naturais brasileiras. Eram cerca de 470 mil livros e pelo menos 2.400 obras que eram verdadeiras raridades.

Os mais de 20 milhões de artigos e peças que compunham o acervo do museu continham itens de alto valor histórico para o povo brasileiro, além de outros que vieram de várias localidades do mundo, como as múmias pré-colombianas e as egípcias.

LUZIA [UFRJ]

Entre os vários itens de grande importância que estavam expostos no Museu Nacional do Rio de Janeiro estava um fóssil de uma mulher, encontrado em 1974 no Estado de Minas Gerais, em Lagoa Santa. Segundo os estudiosos, Luzia (como foi batizada pelos pesquisadores), deveria ter cerca de 20 ou 25 anos quando morreu. Eles estimam que ela tenha sido a mais antiga habitante das Américas e que tenha vivido a cerca de 11.500 anos! Uma perda irreparável.

BENDEGÓ [Wikipedia]

O meteorito, que resistiu ao incêndio, é o maior encontrado no Brasil até os dias de hoje. Recebeu o nome de Bendegó e seu peso é de 5,36 toneladas. Não se sabe ao certo, mas estudos concluíram que esta pedra é proveniente do sistema solar, numa região que fica entre Marte e Júpiter. O meteorito, que foi encontrado no sertão baiano, em 1784, foi considerado o segundo maior no mundo e tem mais de quatro bilhões de anos. Esta pedra faz parte do acervo do Museu Nacional do Rio de Janeiro desde 1888.

MÚMIAS EGÍPCIAS [UOL Notícias]

As múmias egípcias, que foram arrematadas por D. Pedro I em 1826 (adultos, crianças e animais, como crocodilos e gatos), também foram destruídas pelo fogo. A maioria delas era da região de Tebas, uma antiga cidade do Egito e que foi a capital do país entre 1550 aC e 1070 aC.

TRONO REI DE DAOMÉ [O Globo]
Uma dos primeiros objetos do Museu Nacional, o trono foi um presente, do rei africano Adandozan (1718-1818), ao príncipe regente D. João VI em 1811 e se tornou parte do acervo em 1818.
Toda a história do Museu Nacional do Rio de Janeiro pode ser lida em seu site oficial. ::: www.museunacional.ufrj.br/

Espero que você tenha gostado de conhecer um pouco sobre esta belíssima construção que completou 200 anos este ano, que infelizmente não recebeu os cuidados necessários e teve um fim triste para a nação brasileira.

Enviado ao Museus.Blog por
Gabriela Nucci
Marketing Habitissimo
Reformando o mundo cômodo a cômodo

Museu Nacional #Nova Delhi, Índia

Museu Nacional de Nova Delhi
Cidade: Nova Delhi, Índia
Local: Connaught Place, próximo ao India Gate
Tema: História da Índia | Arte e Cultura
Site: http://www.nationalmuseumindia.gov.in
Preço: Turista Estrangeiro
:: National Museun ₹ 650/-IND (7,5 €) || Inclui Audio Guide (Inglês)
Continue reading